segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Menos desigualdade, mais qualidade de vida !!

Penso que a intuição de que a desigualdade é divisiva e socialmente corrosiva tem estado por ai desde antes da Revolução Francesa. O que mudou é que agora podemos olhar para a evidência, podemos comparar sociedades, sociedades mais ou menos iguais, e observar o que a desigualdade provoca. Eu acho que não importa muito como você consegue maior igualdade, desde que você a consiga de alguma maneira. Penso que estou olhando e falando sobre os efeitos psicossociais da desigualdade. Mais a ver com os sentimentos de superioridade e inferioridade, com ser valorizado e desvalorizado, respeitado e desrespeitado. E, é claro, esses sentimentos de competição por status que surgem disso conduzem o consumismo em nossa sociedade. Também levam à insegurança de status. Preocupamo-nos mais sobre como somos julgados e vistos pelos outros, se somos considerados atraentes, espertos, todo esse tipo de coisas. Os julgamentos de avaliação social aumentam o medo desses julgamentos de avaliação social. No entanto, acho que a mensagem final é que podemos melhorar a verdadeira qualidade de vida humana reduzindo as diferenças de rendimento entre nós. De repente temos uma impulsão no bem estar psicológico de sociedades inteiras, e isso é entusiasmante.




[Jó Bichara]

Nenhum comentário:

Postar um comentário