domingo, 26 de junho de 2011

Nós somos importantes para este universo

Acho que existe uma doença universal que é o vazio espiritual. Eu penso que em algum momento da vida, nós deitamos a cabeça no travesseiro e pensamos, “A vida tem que ser mais do que isso.” Levantar de manhã, ir para o trabalho, voltar para casa e assistir TV, ir para cama, levantar de manhã, voltar para casa, assistir TV, ir para cama, ir a festas nos finais de semana. Muitas pessoas diriam, “Eu estou vivendo.” Não, você não está vivendo, você está apenas existindo. Apenas existindo. Eu acredito que você não é um acidente. Eu acho que existem pais acidentais, não há dúvida disso, mas eu não creio que existam filhos acidentais. E eu penso que eu e você somos importantes, nós somos importantes para este universo. E eu penso que a diferença entre o que eu chamo de vida em nível de sobrevivência e a vida em nível de sucesso é, você sabe qual é a sua missão aqui na terra? Eu encontro com muitas pessoas que são muito inteligentes e dizem, “Mas porque eu não consigo solucionar meus problemas?” E eu encontro com um monte de gente muito bem sucedida que diz, “Porque eu não me sinto mais realizado? Porque eu me sinto como uma farsa? Porque eu sinto que tenho que fingir que sou mais do que realmente sou? Eu penso que isto tenha a ver com a questão do sentido, significado. Eu penso que tenha a ver com a questão do porque eu estou aqui? Para que eu estou aqui? Para onde eu irei? São questões humanas. Sabem, estamos todos unidos, não, creio, pela tecnologia, pelo entretenimento, mas por uma causa comum. Trabalhamos para promover sociedades vibrantes e sadias, para aliviar o sofrimento humano. Eu saúdo todos como ativistas nessa busca e peço que abracem e prezem as artes em seu trabalho, qualquer que seja seu propósito.

[Jó Bichara]

Coluna: Arte em Vida
Colunista: Jorge Bichara Netto
Veículo: Folha Notícias
http//portal.folhanoticias.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário